Pensamentos, Texto

Montanha russa

20 de junho de 2016

montanharussA

Tem dias que me sinto como se tivesse na volta mais alta de uma montanha russa. Dá um frio na barriga, uma vontade de cruzar os braços e pedir para descer. Nesses momentos eu apelo para o clichê e reconheço que a vida é mesmo feita de altos e baixos, quanto mais no alto a gente vai, maior é o medo da queda.

Eu me sinto assim constantemente. Quando as coisas começam a dar certo, eu continuo esperando o momento que o carrinho vai começar a descer a curva mais alta até eu sentir meu estômago na garganta. Não sei dizer qual sensação é pior, a queda ou a espera pela queda. Posso garantir que ambas causam muitas crises de ansiedade.

Afinal, qual é a atitude mais sábia, se deixar tomar pelos bons acontecimentos e levar um tombo master quando algo der errado ou nunca aproveitar de verdade os momentos esperando pela queda? Pergunta difícil. Eu tendo mais para a segunda opção e, por experiência própria, digo que não adianta de nada esperar que algo ruim aconteça. A verdade é que, não importa se você está preparado ou não, a queda sempre vai doer.

Acho que o balanço ideal é saber que todos nós estamos sujeitos a queda. Ou seja, aproveita o alto, mas não se surpreenda com o baixo quando ele te derrubar.

Viva intensamente a queda, tire o melhor dela quando a fossa bater, mas não deixa que sua vida seja guiada pelo medo de cair. Seja prático. A verdade é que todo mundo pode cair e todo mundo pode levantar. Não pense na queda, pense em manter-se de pé.

Sem Comentários

Deixe um comentário

Continue lendo